Paredes em Movimento – Exposição Simbiose

Foto: Tomaz Neto

Até o próximo dia 26 de setembro, de terça a domingo, das 14 às 20 horas, o Cine-Teatro Solar Boa Vista apresenta fotos da exposição-projeto Simbiose – que trata da integração entre a dança e a fotografia –, de autoria do fotógrafo baiano Gabriel Guerra. A visitação é gratuita.

A mostra, que integra o projeto de extensão do Balé Teatro Castro Alves (BTCA) intituladoParedes em Movimento, do Núcleo de Dança do Solar Boa Vista, foi aberta na noite de terça-feira (17), com a presença de bailarinos profissionais, atores, fotógrafos, jornalistas, diretores e assessores da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), à qual está vinculada a FUNCEB. O projeto, criado pela bailarina e coreógrafa Cristina Castro, pretende dinamizar ainda mais esse espaço cultural, tendo como mola central a dança em diálogo com outras linguagens artísticas.

Foto: Tomaz Neto

Foto: Tomaz Neto

“Em Simbiose, o processo criativo baseia-se na integralidade simbiótica de linguagens artísticas da fotografia e dança, na construção e desconstrução de simbolismos paradigmáticos”, explica o fotógrafo Guerra. A exposição é composta por uma instalação que remete à praia e ao mar, complementada por fotos em preto e branco, de tamanhos variados, algumas de até 50 x 70 centímetros, expostas nas paredes do foyer do teatro.

Atual estudante da Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia, Guerra começou suas pesquisas fotográficas em 2008, tendo o corpo como principal objeto. Em Simbiose, participam os dançarinos Leandro de Oliveira e Mariana Gottschalk, além do produtor Marcelo Galvão. O trabalho foi contemplado pela edição de 2009 do edital Portas Abertas para as Artes Visuais, lançado pela FUNCEB. “A partir de 2008, iniciei reflexão que questiona a posição da fotografia como mero registro visual da dança”, diz o fotógrafo baiano. Assim, Guerra iniciou um trabalho de cocriação e mutualidade com os dançarinos, tendo como resultado a exposição.

Foto: Tomaz Neto

“Fotografei enquanto os dançarinos improvisavam, eu enquanto corpo-fotógrafo e eles enquanto corpos-dançarinos, ambos em uma grande performance, e tudo que resultou desse processo se tornou produto cocriado, fruto de relação mútua, simbiótica”, finaliza Guerra. O projeto Simbiose recebeu, ainda, a premiação nacional do Festival de Inverno de Garanhuns (PE) 2009, promovida pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco, prêmio do Festival Internacional Vivadança (BA) em 2010, e o prêmio da Galeria Pierre Verger (BA), também em 2010.

Anúncios

Um comentário sobre “Paredes em Movimento – Exposição Simbiose

  1. Publicamos aqui o comentário da Dra. Gilsamara Moura, Profa. da Escola de Dança da UFBA , enviado por e-mail para a equipe do Paredes em Movimento:

    “O título “PAREDES EM MOVIMENTO” soa como uma proposta instigante.

    Mobilidade, Possibilidade de Adaptação, Espaço em Construção.

    Fiquei pensando nestes ambientes que habitamos na arte, repletos de desejos, dificuldades, impossibilidades, acertos e desafios.

    O primeiro encontro que reuniu 3 fotógrafos, 1 jornalista, gestores culturais e várias pessoas de dança, projetos sociais e artistas residentes no cine solar da boa vista, foi um sucesso!!!

    Além de reforçar minhas impressões sobre o título do projeto, o evento irá contribuir para o desenvolvimento da dança na Bahia.

    Parabéns a organização!!!!
    Até a próxima edição.”

    Dra. Gilsamara Moura, Profa. da Escola de Dança da UFBA, bailarina, coreógrafa e diretora do Grupo Gestus, de Araraquara-SP.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s