Secretaria de Cultura divulga lista de inscritos no Agitação Cultural

Trezentas e trinta propostas de diversas regiões do estado foram inscritas no Agitação Cultural: Edital de Dinamização em Espaços Culturais, lançado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) em setembro. O edital, que tem como finalidade apoiar a dinamização cultural em espaços públicos e privados, recebeu projetos em diversas linguagens artísticas e culturais em 21 territórios de identidade. As ações culturais selecionadas receberão investimento total de R$ 15 milhões com recursos do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O resultado das propostas selecionadas será divulgado até o fim do mês de outubro.

“Já é uma grande conquista termos ações culturais de variadas linguagens artísticas provenientes de 21, dos 27 territórios de identidade da Bahia. Estamos atentos ao cumprimento do cronograma para colocarmos em prática uma das grandes novidades do Agitação Cultural, que é o pagamento em parcela única, após a assinatura do Termo de Acordo e Compromisso. Assim, iremos garantir a dinamização cultural em todo o Estado entre janeiro e julho de 2016, período de realização dos projetos”, afirma o secretário de Cultura da Bahia, Jorge Portugal.

Mil propostas de 26 territórios de identidade da Bahia foram enviadas para o Agitação Cultural. Dessas, 330 foram aceitas na etapa de Análise Prévia, que observa se os projetos seguem as normas de enquadramento do edital, a exemplo de período de realização e teto por proposta. O próximo passo da seleção é a análise dos projetos por comissões temáticas formadas por representantes da SecultBA, profissionais de reconhecida atuação em cada uma das linguagens, membros da sociedade civil organizada, de notório saber em suas áreas e representantes do Conselho Estadual de Cultura. Serão levados em consideração critérios como segmento, localização e espaço cultural.

“Tentaremos atingir o máximo de territórios de identidade do Estado, levando em consideração também o conceito ampliado de espaço cultural que adotamos no Agitação, que tanto pode ser um teatro e um museu, quanto um terreiro, uma praça ou um salão paroquial”, afirma o superintendente de Promoção Cultural da SecultBA, Alexandre Simões.

Mais de 50% das propostas inscritas são provenientes de Salvador e região metropolitana. Na sequência, com maior número de inscritos, aparecem os territórios de Portal do Sertão, Recôncavo, Litoral Sul, Médio Rio de Contas, Sertão São Francisco e Chapada Diamantina. Também foram aceitas propostas dos territórios de Bacia do Jacuípe, Bacia do Rio Corrente, Baixo Sul, Costa do Descobrimento, Extremo Sul, Litoral Norte e Agreste Baiano, Piemonte de Diamantina, Piermonte Norte de Itapirucu, Velho Chico, Sisal, Vale do Jequiriçá, Vitória da Conquista, Itaparica e Irecê.

Propostas de diversas linguagens artísticas e culturais foram inscritas, a exemplo das áreas de Acervo Público e de Interesse Público, Arte Pública, Artes/Artesanato, Artes Gráficas, Artes Visuais, Artes Plásticas, Audiovisual, Biblioteca, Cinema, Editorial, Cinema, Design/Programação visual, Equipamentos Culturais, Fotografia, Games (jogos eletrônicos), Gastronomia, Leitura, Literatura, Manifestações Culturais Populares, Manifestações Culturais Tradicionais, Manifestações Étnico-culturais, Música, Educação Patrimonial, Manifestações Culturais Populares, e Segmentos Integrados – vários segmentos culturais envolvidos, além de publicidade.

O edital contempla ações de qualquer segmento cultural que aconteçam com frequência mínima de uma vez por mês, em um período de três a seis meses, sendo o teto de apoio por proposta de R$ 150 mil. Pelas normas do edital, não há prazo para retificação de documentos ou de informações. Os proponentes que quiserem recorrer da decisão têm até o dia 10 de outubro. Outras informações podem ser obtidas nos sites www.cultura.ba.gov.br e http://siic.cultura.ba.gov.br/.

Sobre o Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias Estaduais de Cultura e da Fazenda da Bahia e tem como mantenedoras as empresas Oi e Coelba. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos, Eventos Culturais Calendarizados, Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais.

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Cultura do Estado da Bahia – SecultBA

Tel – (71) 3103-3442

Adriana Jacob – (71) 9983-5278 – ascom.secultba@gmail.com

Maria Luísa Gouveia – (71) 9154-3321 – marialuisa.ascom@gmail.com 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s