Compositores dos Novos Baianos participam do Bahias Intemporais no Solar

Além de Jorge Mautner e Luiz Galvão, projeto recebe outros músicos; evento tem entrada gratuita

Bahias intemporais

Aline Carvalho, Jorge Mautner e Thiago Pondé | Foto: Divulgação

O projeto Bahias Intemporais continua suas atividades no Cine Teatro Solar Boa Vista – espaço cultural administrado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) – com o debate Bahias Intemporais: Novas Poéticas Possíveis e o show Cena Tropifágica. O evento acontece no dia 11 de junho, a partir das 17h, com entrada gratuita e classificação de 14 anos. A iniciativa conta com apoio financeiro do Fundo de Cultura da Bahia, mecanismo de fomento gerido pelas secretarias de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e da Fazenda (Sefaz).

O debate conta com a participação da cantora Aline Carvalho e dos cantores Jorge Mautner e Thiago Pondé. Logo após, acontece o show Cena Tropifágica, com os compositores do conjunto musical Novos Baianos, Jorge Mautner e Luiz Galvão, além das cantoras Mariella Santiago e Maria do Sol.

O termo Tropifagia surge de uma brincadeira ‘semântico-linguística’ que significa comer (alimentar-se) os trópicos ou o país tropical. O trabalho dialoga com a poética brasileira a partir da ressignificação de seus símbolos.

O projeto – Conta com a curadoria de Thiago Pondé em sua 1º edição. O projeto tem como objetivo circular trabalhos autorais pelas cidades de Salvador e Vitória da Conquista, possibilitando o acesso a cultura e sua diversidade, também o acesso a espetáculos e programações de artistas e nacionais. Realiza intercâmbio cultual entre artistas e grupos artísticos com a finalidade de uma troca de repertório e técnicas artísticas. Propõe programações com artistas de renome e de início de carreia a fim de estimular a continuidade de profissionais jovens no mercado cultural. O projeto segue até junho nos espaços Solar Boa Vista e Camilo de Jesus Lima.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s